19 junho 2013

Do "cheirinho" e textura para praticidade e inovação
Cris Compagnoni dos Reis04:08 10 comentários


Livro é uma coisa antiga, mas já teve o seu momento de “a tecnologia do momento”, se bem que na metade do século XV quando surgiram os primeiros exemplares de formato semelhante aos livros atuais não se usava a palavra tecnologia. A minha paixão por livros é inegável, eles são meus companheiros de todas as horas e tenho sempre pelo menos um bem a mão, e agora posso ter vários a minha disposição em um único aparelhinho eletrônico que carrego na bolsa onde quer que eu vá, parece fantástico porém tenho que me habituar com essa moderna forma de leitura. Não me considero uma pessoa moderna principalmente à respeito dos livros, pois gosto dele fisicamente também, gosto de sentir a textura da capa, o cheiro do papel, de ir virando cada página lida, gosto de tê-los arrumadinhos na minha estante, mas os livros digitais estão aí e aos poucos vou abrindo a guarda e me deixando seduzir.




Adoro a internet e leio muitas coisas no computador, mas ler um livro inteiro através de uma tela emissora de luz, não é uma tarefa fácil para olhos não adaptados, embora existam modelos como o a primeira versão do Kindle que não emite luz, computadores e tablets em geral podem desanimar leitoras como eu que estão acostumadas ao tradicional. O primeiro que li no computador foi O Hobbit, eu estava fascinada pela trilogia de Tolkien (O Senhor dos Anéis) e possuída de uma urgência inexplicável em ler esse livro, pude enfim mergulhar na aventura de Bilbo Bolseiro. Depois procurei outros títulos, mas só consegui realmente ler no computador aqueles livros que eu estava louca para ler, geralmente a continuação de alguma saga que eu não queria esperar o lançamento em português e me contentava com alguma tradução armadora disponível online.

Abandonei muitas leituras no meu computador, coisa que raramente faço com o livro físico, mas agora estou tendo uma nova experiência: adquiri um tablet Surface recentemente e estou encarando o meu primeiro livro virtual de verdade, também possuo o título escolhido na versão tradicional, ele tem algumas centenas de páginas e sendo assim não é tão prático de levar sempre comigo como o eletrônico, vou alternando a leitura entre o papel e a tela e aos poucos vou me acostumando com esse novo jeito de ler, resisti por algum tempo mas agora tenho que reconhecer que estou gostando dessa versão cheia de tecnologia, tanto que não tardará a resenhar neste blog sobre esse livro, pra mim  digital/impresso,  que conforme a história progride tem se tornado cada vez mais digital, mas antes eu precisava divagar sobre como está sendo essa leitura.


Creio que nunca vou deixar de gostar ler e de comprar o livro na sua versão antiga e tradicional mas se eu me encontrar como “leitora digital” pode ser que eles passem a ser uma espécie de itens de coleção dos quais nunca ei de me desfazer e não deixarei de frequentar livrarias, sebos e bibliotecas. Mas se modernizar é necessário e principalmente nos dias atuais em que toda novidade tecnológica vira velharia no mês seguinte, não podemos parar no tempo como aconteceu com os livros por muitos anos, já estava mais do que na hora deles evoluírem e agora é a vez dos leitores fazerem o mesmo, quem vai encarar?


Categoria:
Sobre o autor (a) Formada em Matemática e especialista em Estatística mas ganha a vida como bibliotecária e é viciada em livros. Facebook ou Twitter

10 comentários :

  1. Adorei a dica, quem sabe assim eu me entusiasme a começar a ser uma "leitora digital", estou em dúvida se compro um tablet, um kindle (leitor de livros da Amazon) ou uso um cel com uma tela boa mesmo... O que sugere?
    PARABÉNS pelo blog! Visite o meu blog também: http://pensamentosdalibelula.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tamires,
      Eu gostei bastante do tablet até porque uso para várias outras coisas e não só para a leitura, e poder fazer uso do zoom para ampliar ou reduzir o tamanho da letra para que fique mais confortável a leitura é uma ótima ferramenta, acredito que isso o kindle também possibilite, ler no celular eu tentei mas acabei abandonando.
      Visitarei o seu blog sim, e fiquei feliz que tenha gostado do Pra Quem Gosta de Ler!

      Excluir
  2. Eu leio bastante no Tablet, já baixei mais de 1000 da internet. :-) E vou lendo um de cada vez!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não conseguir ler um de cada vez é a minha maior dificuldade, com tantas opções vou começando tudo! Vou ter que aprender a fazer como você.
      Obrigada pelo comentário Verdério!
      Bjaum

      Excluir
  3. Olá amigo(a), afiliado(a) e/ou colaborador(a) do site Blogueiros do Brasil ( http://omelhordos.blogueirosdobrasil.com/ ) .

    Respeitosamente vou lhe pedir um grande favor :
    Se você expõe no seu site o nosso widget e/ou um dos nossos banners, por favor , atualize os seus códigos, pois eles não funcionam mais.

    Peço-lhe desculpas pelo transtorno e humildemente explico : A culpa é minha. É que , após uma tentativa frustrada , finalmente consegui fugir da famigerada UOL Host e migrar todo o BB para uma hospedagem que realmente zela pelo bom atendimento aos clientes, inclusive dando especial atenção aos blogueiros que utilizam a plataforma Wordpress. Aconteceu que , autodidata que sou , cometi alguns erros de principiante ; um envolvendo mime types engendrou esta situação ao fazer com que várias páginas do site, assim como os finados widgets e banners, só funcionassem nos servidores da diabólica UOL.
    Portanto, conto com a sua aguerrida boa vontade e compreensão.

    Para pegar os novos códigos : http://omelhordos.blogueirosdobrasil.com/?page_id=128


    Atenciosamente,
    Tiozão das Batidas
    Adm. do BB

    ResponderExcluir
  4. Oi Cris! Saudadinha de você!
    Eu leio no meu celular (não é um tablet, né... mas já serve), mas ainda ando com um livro na bolsa hahaha parece que no celular eu leio mais rápido, então quando eu empaco em algum livro, já procuro um pdf pra ler pelo celular.
    Bjks

    ResponderExcluir
  5. Eu adoro os livros físicos também, mas quando a gente começa a entrar no mundo dos e-books é um caminho sem volta.
    A praticidade é muito cômoda e o conteúdo é o mesmo. Não acredito que são substitutos, mas sim complementares. :)

    Publiquei recentemente um e-book chamado "Vitória - O prólogo da vida"
    http://www.amazon.com.br/Vit%C3%B3ria-pr%C3%B3logo-vida-Epis%C3%B3dio-ebook/dp/B00DWB0X24/ref=pd_rhf_dp_p_t_1_W3DN

    é um e-book seriado que será vendido em episódios separados.
    Espero que gostem! :)

    ResponderExcluir
  6. Oi Cris, estou quase chegando a esse estágio em que você está. Estou resistindo bravamente aos e-books, mas sinto que em breve vou ter que botar os meus "zoinhos" na tela digital! Por enquanto vou preferindo os tradicionais, porque além do conteúdo, cada um nos traz uma experiência ( visual, tátil, olfativa e emocional) diferente, não é? kkkk Parabéns pelo blog! Curti muito e já estou te seguindo desde jà! Quando puder, faça uma visita ao meu (www.feiticosdobem.blogspot.com.br). Grande abraço pra você!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo comentário Ildete, vejo que os livros digitais aos poucos vai conquistando os leitores mais "tradicionais" como nós, hehehehehe!
      Visitarei sim o seu blog!
      Abraços

      Excluir
  7. Hoje temos também o Lev (eraider). Mas sinceramente, não sei se consigo abandonar os livros físicos.

    ResponderExcluir