26 fevereiro 2013

Ciúme, chulé e um apelido ridículo
Cris Compagnoni dos Reis10:45 0 comentários



Relacionamentos amorosos sempre rendem histórias, elas podem ser românticas, engraçadas, tristes, dramáticas, reais, fictícias, boas e até mesmo ruins que sempre terão público, já que existem pessoas como eu que adoram saber da vida de um casal, Alexandre e Laura são o casal da vez nesse livro.

Resenha:

Laura acaba de ficar desempregada e está sem namorado, ela conhece Alexandre na festa de aniversário de uma amiga, ela tem certeza de que encontrou o homem dos seus sonhos, e já projeta todo um futuro ao lado dele fazendo desse homem que mal conhece o seu companheiro da vida toda. Eles começam a namorar e no início tudo acontece como Laura imaginara, mas aos poucos ela vai percebendo pequenas coisas em Alexandre que a incomodam, mas que ela acaba relevando, como por exemplo, o chulé insuportável do namorado que ela finge não sentir.

18 fevereiro 2013

Sempre começo pelas orelhas
Cris Compagnoni dos Reis22:35 1 comentários



Não se julga um livro pela capa, essa é uma frase que já ouvi várias vezes e repeti algumas, ainda assim não sei se concordo plenamente com isso. Não julgo o livro pela capa, mas ela tem grande influência na decisão de qual livro será o próximo a ser lido, na verdade não é a imagem ou parte gráfica, mas o texto da contracapa e das orelhas do livro. Sempre tem as exceções como aquele livro que um amigo leu e recomenda, aquele que deu origem a um filme que eu gostei, aquele que é de um autor que já me agradou por algum outro livro, mas quando quero algo diferente do que já conheço e ninguém tem me falado de nada novo, é pelas orelhas que eu começo.


13 fevereiro 2013

A Comédia dos Anjos
Cris Compagnoni dos Reis19:40 3 comentários




Nada melhor do que começar o ano lendo uma boa comédia, principalmente para alguém como eu que acredita naquele velho dito popular que diz: rir faz bem pra alma.

Resenha:

Dona Madalena; uma senhora dominadora, daquelas que controlam a vida de todos que a cercam; nem ao “fazer a passagem” ela para com os seus mandos e desmandos, logo depois do seu enterro ela volta à convivência dos vivos como se nada tivesse acontecido já que ela precisa resolver alguns assuntos que não foram resolvidos.


12 fevereiro 2013

A 13ª Carta...
Cris Compagnoni dos Reis15:44 0 comentários



treze...Mais um ano começa e nada de novidade neste blog, reconheço que estou desleixada com as minhas leituras, a preguiça tomou conta da minha alma de leitora. Bom, todo mundo tira férias de alguma coisa de vez em quando, essas foram as minhas merecidas férias. É muito bom esvaziar a cabeça e não pensar em nada, nem nos meus amados livros, mas acabei refletindo sobre outras coisas, como uma possível mudança no blog por exemplo.Essa postagem já é algo “novo” por aqui, sempre postei sobre um livro específico e procurava não me desviar disso, mas percebo que não tenho sido muito constante nas minhas