16 março 2012

Saga Harry Potter
Cris Compagnoni dos Reis10:21 4 comentários



Desde que comecei a escrever esse blog penso em o que eu escreveria sobre Harry Potter, tenho medo de que qualquer coisa que eu venha a escrever já foi feito por alguém, mesmo que eu desconheça. O fato é que essa saga é algo muito especial para todos aqueles que leram, que esperavam ansiosamente o lançamento do próximo livro, que ficavam horas nas filas dos cinemas para conseguir ver a primeira exibição de cada filme; esse bruxo marcou uma geração.

Não acompanhei desde o princípio, quando “me viciei” nessa história o quinto livro tinha acabado de ser lançado, então só tive que aguardar os dois últimos, mas confesso que esperar pelo sétimo livro foi uma tortura; por isso, mesmo que tardia, me considero parte dessa “geração Harry Potter”, eu ri, chorei, sofri, torci e me emocionei muito com esses livros, e ainda sinto que a saga tenha acabado.

Muitos acham que são livros para crianças, eu não, pra mim a literatura não têm idade, principalmente a aventura e a fantasia, sonhar não pode ser um privilégio dos pequenos. Mas esse é um herói que cativa o leitor pela sua simplicidade, pela sua trágica história, em um momento ele é um menino órfão que mora embaixo da escada da casa da tia, e noutro é um bruxo famoso e com poderes surpreendentes.


Harry sempre foi o menino tímido, era o saco de pancadas do primo, ficava sempre quieto no seu canto, não tinha amigos, é quando ele descobre outro mundo, um mundo que coexiste com o dele e apenas os chamados “trouxas” não o enxergam, um mundo cheio de bruxos do qual ele não só faz parte, mas é um herói aclamado por derrotar um terrível vilão ainda quando bebê.
É fácil de perceber porque todos os leitores se identificam com Harry, pois quem é que nunca fugiu da realidade, mesmo que em um sonho ou em imaginação, e se descobriu poderoso, famoso, querido por todos, portador de poderes mágicos? Nessa ficção isso ocorre, e como leitores embarcamos nesse mundo que por seis livros não têm um desfecho definitivo, e enlouquecemos de curiosidade pelo último livro da saga.

Agora, voltando para a realidade, entendo as críticas a essa obra, é escrita em uma linguagem superficial, feita para vender, gerar lucro, não formar leitores. Mas percebo algo de muito especial, Harry Poter cativou muitos de seus fãs a se tornarem leitores; digo isso porque vi muitas crianças e adolescentes que nunca tinham lido um livro procurar esses livros para ler, e, apesar do tamanho deles (levando em consideração que são livros longos, principalmente para quem não têm o hábito de ler frequentemente), a garotada lê mesmo.

Quando a história acaba, os leitores é que se sentem órfãos, e é nessa hora que procuram outras coisas para ler, vi muito procurarem C. S. Lewis (autor das Crônicas de Nárnia) e J. R. R. Tolkien (autor de O Senhor dos Anéis), foi por causa da saga de Harry Potter que muitos adolescentes descobriram que a literatura pode ser divertida, e isso aconteceu com uma geração que nasceu em meio a jogos eletrônicos e computadores.

Acredito que o maior legado de J. K. Rowling não é a saga de Harry Potter, mas sim conquistar uma nova geração de leitores, despertar nos jovens a vontade de ler, mostrar que ler pode ser prazeroso. Agora, não dá pra ficar só lendo Harry Potter, esse bruxo abriu as portas do mundo da literatura para muita gente, agora, esse mundo, têm que ser explorado!
Sobre o autor (a) Formada em Matemática e especialista em Estatística mas ganha a vida como bibliotecária e é viciada em livros. Facebook ou Twitter

4 comentários :

  1. Muito interessante Cris sua busca pela originalidade, escrever sobre HP é sempre um desafio, porque esta história se tornou um gigante, não só na literatura. Então, tendo conquistado centenas de fãs, é meio que “desafiador” escrever sobre HP. Parabéns! Eu particularmente não sou tão fã de HP, não que seja livro para criança, mas desde novinho eu preferia realismo, drama, romances tipo Érico Veríssimo. E sobre a simplicidade do protagonista, bem da parte dele sim, realmente ele é simples, mas da parte da trama em geral, não. Afinal ele é “the celebrity” no meio bruxo né!? Mas em fim, deixa eu ficar quieto porque criticar HP é pedir pra ser apedrejado. Mas quando ao que você falou dele ser tímido, quieto no seu canto... isso é bacana no personagem, inclusive me identifiquei com este lado do protagonista. Quanto ao tipo de escrita de HP, concordo novamente com você, só não sei se isso realmente influenciou – de forma positiva – alguém a se inserir no mundo da literatura. Pode ser que sim, alguns livros tem o poder de nos fazer apaixonar. Sobre J. K. Rowling, mais uma vez não sei se concordo com você no que diz respeito a conquistar uma geração de leitores. Muita gente, e digo isso como testemunha ocupar, muita gente comprou o livro só porque era “febre” e se quer leu tudo. Em fim, desculpa descordar tanto de você, mas concordamos em vários pontos e o bonito é isso, o espaço ser aberto para o debate, para a troca de opinião, gosto muito de você Cris! Estou lisonjeado a ser o primeiro a comentar neste post! Sucesso para o blog! Abraços!

    www.umlugarescuro.site.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Primeiramente, obrigada pelo comentário Leonardo!
      É engraçado que mesmo como "fã" de HP eu concorde com todas as críticas à saga. Mas eu trabalho na biblioteca de uma escola, vejo diariamente adolescentes que nunca leram um livro procurar os do HP e ler, como eles percebem que a leitura pode ser prazerosa eu uso desse argumento para convencê-los a ler outras coisas.
      Acho extremamente importante que eles não tenham essa saga como referência de uma boa leitura, mas é através dela que eu consigo fazer com que eles cheguem a essa conclusão sozinhos.
      Creio que seja esse o principal motivo pelo qual eu defenda HP.
      Porém pontos de vista diferentes serão sempre bem-vindos. Se todos concordassem sobre tudo o mundo seria muito chato!

      Bjaum

      Excluir
  2. Olá, Cris, querida! Passando pra conferir as novidades e te convidar a acessar o post sobre o Desapego de produtinhos para cabelos lá no Vou-de-Blog. Será um prazer receber a sua visita.
    Bjinhos.
    Lu

    www.voudeblog.com

    ResponderExcluir
  3. Adorei o blog (encontrei através de uma resenha sua do perfeito "Diário de um adolescente hipocondríaco") e seu post ficou muito bonito e original... Harry Potter Always! <3

    ResponderExcluir