07 dezembro 2011

Como Falar Dragonês
Cris Compagnoni dos Reis15:15 3 comentários


É, me viciei nas aventuras do Soluço e no universo viking de Cressida Cowell; o herói pequeno, magricela, fraquinho e desengonçado mas muito carismático, esse herói é um exemplo de como  a inteligência e a sagacidade podem se sobressaltar sobre a força bruta e a violência.

Nesse livro Soluço e seu melhor amigo Perna-de-Peixe continuam sendo os piores alunos possíveis no Programa de Treinamento de Piratas, eles bem que se esforçam, mas o barco que eles constroem em nada se parece com um barco viking, e mais uma vez o exercício proposto pelo professor Bocão Bonarroto acaba em desastre quando é executado por esses dois alunos.

COMO FALAR DRAGONÊS é um livro de anotações, onde Soluço escreve tudo o que aprende sobre os dragões e o idioma deles, uma verdadeira preciosidade que o menino mantém sempre junto dele. Nesse exercício os garotos devem sair em alto mar, e abordar um barco de pescadores pacíficos, e devem retornar com algum objeto que prove que o fizeram. E é aí que começa a confusão.