02 setembro 2011

UM DIA
Cris Compagnoni dos Reis11:58 7 comentários


Acho que nunca chorei tanto lendo um livro, essa história mexeu mesmo com as minhas emoções; engraçado como a gente se deixa envolver por histórias que não são as nossas e que nem ao menos são reais, mas o que eu sinto ao ler é real, tanto que tive de ter certo cuidado para não molhar as páginas do livro com minhas lágrimas.

Não é uma história dramática, é romântica, mas com certo drama; e amor romântico é aquela coisa que comove desde os tempos de Romeu e Julieta, ou até mesmo antes deles. Mas falando assim posso até passar a impressão de que a relação de Dexter e Emma é aquela coisa melosa, grudenta, cheia de juras e declarações, que geralmente as mulheres adoram e os homens detestam, mas não é assim, acredito que os homens poderão gostar dessa história também, e pode ser que eles até chorem, mas aí já seria pedir de mais.

Emma e Dexter se conhecem no dia da formatura, e apesar da atração mútua, de ficarem juntos a noite toda, dormirem juntos, eles não transam; nasce uma grande amizade que camufla uma um devastadora paixão por muito tempo. O que é o tempo afinal? Vinte anos se passam e essa “coisa” que existe entre esses dois não muda, eles mudam, suas vidas mudam, o mundo muda; mas o que sentem permanece.


Gostei de como a história é contada, um dia por ano, sempre no dia em que eles se conheceram, dia 15 de julho. Não é que eles só se encontrem nesse, dia, eles nem se dão conta desse dia, em alguns anos eles nem se falam nesse dia específico; isso é coisa do autor, David Nicholls escreve em terceira pessoa com se fosse um observador que só olha para a vida dos seus personagens uma vez por ano. Apesar de ter gostado desse formato, fiquei extremamente curiosa para saber o que acontecia nos outros 364 dias; principalmente quando Em e Dex se referiam a esses dias, eu folhava algumas páginas antecedentes para ver se tinha deixado de ler alguma coisa, algum parágrafo importante que passou despercebido, mas não, o que não aconteceu exatamente no dia 15 de julho não foi registrado.

UM DIA é cheio de humor também, várias situações engraçadas, pode até não parecer porque eu já comecei esse texto falando de lágrimas, é que sou bem emotiva, eu choro mesmo; mas também ri muito. O legal dessa história é que nem Em nem Dex ficam vinte anos um esperando pelo outro, eles simplesmente não ficam juntos porque não ficam juntos, cada um deles tem suas paixões, seus casos, suas vidas; são bons amigos, confidentes, sabem que podem contar um com o outro, eles também brigam, ficam um tempo afastados, passam por desilusões, sentem ciúmes um do outro; na verdade eu acho que eles apenas não ficaram juntos porque nenhum deles tem coragem de falar o que realmente sentem, não querem arriscar o relacionamento que eles têm e que dá certo por um uma incerteza.

Coragem, esta é uma palavra que me fez pensar muito sobre essa história, lembro de uma música do Ultraje à Rigor que diz assim: “é melhor se arrepender do que se fez do que não ter tido a coragem de fazer”; é tão difícil correr o risco, confiar em si mesmo. Confiança é outra palavra que define a história, me sinto obrigada a transcrever um trecho de uma carta que Dex escreve pra Em:

"Você é linda, sua velha rabugenta, e seu eu pudesse
te dar só um presente
para o resto da dua vidam seria este.
Confiança.
Seria o presente da confiança.
Ou isso ou uma vela perfumada."

Foi uma “saga” conseguir ler esse livro, clicando em links no twitter encontrei um blog que falava sobre o trailer do filme baseado e homônimo de UM DIA (ainda não estreou nos cinemas), mas meu orçamento atual não me permitia adquirir o livro. Encaminhei o link do trailer pra minha irmã que assim como eu teve uma espécie de surto do tipo “eu preciso ler esse livro”, e ela comprou. Só que quando o livro foi entregue ela não estava em casa, mas sim, não resisti e comecei a ler antes dela. Eu só levei dois dias pra ler, ela não precisou esperar muito, mas mesmo assim quero que fique aqui registrado o meu pedido de desculpas: perdoe-me Camila, afinal se não fosse por você eu não iria ler esse livro maravilhoso tão cedo.

Ainda quero expor a minha opinião sobre o desfecho da história, mas não quero fugir do propósito do blog de não contar o final, mas eu preciso falar com alguém sobre isso, então façam-me o favor de ler logo que assim que sair o filme eu voltarei a postar sobre essa história, ainda estou chocada, posso voltar a chorar a qualquer momento. Vinte anos é muito tempo, duas pessoas é um número perfeito, mas um dia é pouco, queria ler muito mais sobre a histórias Emma e Dexter.
Sobre o autor (a) Formada em Matemática e especialista em Estatística mas ganha a vida como bibliotecária e é viciada em livros. Facebook ou Twitter

7 comentários :

  1. Achei o primeiro capítulo num blog, e achei incrível. Quero muito ler!

    ResponderExcluir
  2. Cris... sinto que se eu não ler esse livro, vai ser como se faltasse alguma coisa na minha vida!!! vou ter que comprar affff

    ResponderExcluir
  3. Como fã que sou de um bom romance, e viciada em histórias de amor, não podia passar sem comentar aqui...
    Desde que vi o trailer do filme, que por sinal vc que me mostrou, senti uma enorme vontade de ler o livro.
    A história é incrível, antes de chegar a centésima página já havia perdido as contas de quanto havia chorado... o modo como o autor escolheu para contar a história de Dex e Em torna o livro melhor ainda, aumentando a compulsão em ficar sabendo logo como tudo termina... só conta a história deles um dia no ano, dando a impressão de que coincidência ou não, são sempre os fatos mais importantes da vida dos dois...
    Enfim, confesso que esperava um final diferente, mas, vale a pena MESMO ler!

    ResponderExcluir
  4. Oi Cris!Que resenha mais linda!Aliás,esse livro vem me ganhando cada dia mais com resenha que venho lendo a respeito dele.
    Bjcas!!!

    Zilda Mara
    Cachola Literária

    ResponderExcluir
  5. Oi Cris, procurando uma foto da capa do livro achei o seu blog.....por acaso eu vi o trailler do filme e me apaixonei... na critica eles falam da perfeição do livro e decidi ler primeiro, antes de ver o filme...estou no capitulo 2 e ja estou totalmente apaixonada por ele....

    abs

    Gizely

    ResponderExcluir
  6. Adorei Cris, parece ser muito interessante essa história, vou ver se a Cami me empresta! Hehehehe
    Beijos Fabiana Compagnoni

    ResponderExcluir
  7. Qual é a frase da capa de trás do livro "um dia"? brigada desde já

    ResponderExcluir