01 outubro 2010

HONRA SILENCIOSA
Cris Compagnoni dos Reis09:42 1 comentários

Já esclarecerei desde o princípio que esse é um romance daqueles que geralmente os homens não gostam, Danielle Steel escreve para as mulheres, escreve aquelas histórias em que toda leitora se coloca no lugar da mocinha, sofre com o seu sofrimento anseia pelo final feliz, e de preferência, com o seu “príncipe encantado”.


Mas este “conto de fadas” têm uma mocinha muito real, e o seu sofrimento é causado primeiramente pelo choque de cultura que sofre ao sair do Japão e ir morar nos Estados Unidos com os tios; e depois, com o ataque a base americana de Pearl Harbor, que transformou a vida de todo japonês ou descendente, que residia nos EUA um verdadeiro inferno.

Hiroko, a mocinha, fez essa mudança radical na sua via na década de 40, a pedido dos seus pais que queriam que a filha tivesse acesso a uma educação de qualidade. Hiroko fica deslumbrada com os hábitos da cultura ocidental e também apaixona-se pelo professor Peter Jenkis. Tenta equilibrar os valores herdados de seus antepassados com os novos costumes adquiridos. Sente-se vivendo em liberdade, num verdadeiro paraíso, mas por um curto período de tempo.



Logo após o ataque, os Estados Unidos Resolvem entrar na Segunda Guerra Mundial, e os imigrantes japoneses tem seus empregos e bens caçados e são mandados para campos de concentração, por ordem do presidente Franklin Roosevelt. É nesse campo de concentração que Hiroko se descobre grávida. E isso anda é só o começo da história!
Sobre o autor (a) Formada em Matemática e especialista em Estatística mas ganha a vida como bibliotecária e é viciada em livros. Facebook ou Twitter

Um comentário :

  1. Esse com certeza é um dos meus romances preferidos. E concordo com vc, Cris, qdo diz que a Danille Steel, escreve para "mulheres", acho que os livros dela são mais voltados para o universo feminino!!!! Todos os que eu li dessa autora eu amei. Leitura altamente recomendável

    ResponderExcluir