22 outubro 2010

A FANTÁSTICA FÁBRICA DE CHOCOLATES
Cris Compagnoni dos Reis14:01 2 comentários

Cá estou eu novamente em uma viagem pela literatura infanto-juvenil, e não li este livro quando criança, o fiz há pouco tempo atrás. Histórias infantis me fazem voltar a ser criança, me fazem recordar a criança que fui, as aventuras que vivi, os sonhos que sonhei.

Imagino A FANTÁSTICA FÁBRICA DE CHOCOLATES já é uma história bem conhecida pelo fato de ter ido parar nas telonas duas vezes, a primeira em 1971 e a segunda em 2005; dos quais assisti apenas a primeira adaptação e posso dizer que, é fiel ao livro em todos os detalhes, até mesmo os diálogos originais do livro foram mantidos!

Tudo começa com o avô de Charlie, que sabe muitas histórias sobre a misteriosa Fábrica de Chocolates, antigamente ela muito imponente, mas o proprietário o Sr. Willy Wonka passou a desconfiar quem tinha espiões em sua Fábrica que tentavam roubar as suas receitas para entregar aos seus rivais; ele resolveu fechar a Fábrica e anunciou que estava saindo do negócio para sempre.


Mas anos depois a Fabrica volta a funcionar, porém sem empregado algum, o que gera um alvoroço, pois todos morrem de curiosidade de saber quem é que trabalha na Fábrica do Sr. Wonla. Até que o extravagante proprietário anuncia uma promoção: serão colocados em barras de Chocolate Wonka cinco cupons dourados que darão aos cinco sortudos uma visita a Fabrica de Chocolates Wonka.

Os cupons começam a aparecer, o guloso Augustus Gloop, a mimada Veruca Salt, a viciada em mascar chickete Violet Beauregarde, o obcecado por televisão Mike Teavee e, tendo ganhado apenas uma barra de chocolate do avô, Charlie Bucket acha o último cupom dourado.

Chega o grande dia da visita à Fábrica de Chocolates, as cinco crianças são recepcionadas pelo Sr. Wonka e ficam encantadas com tudo o que vêm, uma sala mais incrível que a outra, porém as crianças são enganadas pelos seu vícios e aos poucos vão desaparecendo. Quem restará ao final do passeio? Não adianta fazer mistério, pois todos sabem que será o Charlie, e ele será recompensado por isso.

Essa é uma daquelas histórias em que no final podemos perguntar: “Qual é a moral da história?” e as respostas podem ser variadas por que Roald Dahl encheu o seu livro de “lições”, mas, sem deixar a leitura chata, como geralmente acontece, é um texto leve que vai fluindo e quando percebemos a história já acabou.

A FANTÁSTICA FÁBRICA DE CHOCOLATES é um livro singelo, simples, que tem o seu lado engraçado com a excentricidade do Sr. Wonka, a magia com Umpa-lumpas, a diversão com as máquinas fantásticas, enfim, uma história que fascina adultos e crianças, uma história que conseguiu encher de encantamento a criança que existe dentro de mim.
Sobre o autor (a) Formada em Matemática e especialista em Estatística mas ganha a vida como bibliotecária e é viciada em livros. Facebook ou Twitter

2 comentários :

  1. Ahh a Fantástica Fábrica de Chocolates, toda vez que dou uma passada na biblioteca e ele cruza meu caminho é uma nostalgia, uma sensação boa, misturada com saudade, vontade de ler mais uma vez, viajem no tempo, UMA DELÍCIA DE LIVRO, como tu disse, singelo, simples mas com lições incríveis mascaradas pela história envolvente e fascinantes.

    ResponderExcluir
  2. amo esse livro e esse filme já vir e revir várias vezes !!! sou totalmente fã dessa historia maravilhosa .

    ResponderExcluir