28 maio 2010

A CONSPIRAÇÃO FRANCISCANA
Cris Compagnoni dos Reis23:39 1 comentários




São Francisco de Assis foi um padre eremita que pregava a pobreza e a humildade no século XII, ficou conhecido pelas chagas que teve nas mãos, pés e peito, os mesmos lugares que as feridas que Jesus Cristo teve durante a crucificação. São Francisco criou a Ordem dos Franciscanos, ordem religiosa que vivia e pregava a vida simples que o santo viveu.

Frei Leo foi companheiro de São Francisco e presenciou muitos acontecimentos na vida do fundador de sua Ordem, mas quando estava em seu leito de morte escreveu uma carta para o amigo Conrad, que também era discípulo seu. Na carta frei Leo esconde nos ornamentos do pergaminho uma mensagem que faz referência a acontecimentos da vida do santo.


Conrad preocupado com as possíveis implicações políticas e religiosas da carta resolve sair do isolamento de seu erimitério em busca de explicações. Na busca por respostas quanto a motivação de Leo a mandar uma mensagem cifrada, Conrad descobre uma armação de altos membros do clero para proteger um segredo que poderia destruir a Ordem e abalar os alicerces da igreja Católica, colocando em risco sua vida, seus votos e sua própria fé.

A CONSPIRAÇÃO FRANCISCANA é um daqueles livros que se iniciam com várias histórias paralelas que durante seus desenvolvimentos vão se cruzando e fazendo cada vez mais sentido. Os hábitos de higiene da época ou melhor, a falta deles são chocantes, talvez Jhon Sack não precisasse descrever esse tipo de detalhes.

O livro é muito bom, tem aquele suspense sobre o não conhecimento do túmulo de São Francisco, as aventuras dos personagens pelos caminhos da Itália do século XII, a dúvida de Conrad sobre o que ele sente realmente por Amata, a tragédia que ela viveu, o amor proibido entre ela e Conrad pela condição de padre do rapaz. É uma história que deixa saudades.
Sobre o autor (a) Formada em Matemática e especialista em Estatística mas ganha a vida como bibliotecária e é viciada em livros. Facebook ou Twitter

Um comentário :

  1. Só corrigido, São Francisco não foi padre. Morreu sendo irmão mesmo.

    ResponderExcluir